Vida na Escola

O hobby de Marlon Sodré se tornou a sua carreira profissional.

Carreira profissional pode surgir de um simples hobby

O que começa como um hobby muitas vezes acende a faísca para uma carreira profissional.

Foi assim com o aluno de Engenharia de ComputaçãoMarlon Sodré. Quando criança, ele só jogava no computador com os amigos, mas com o passar do tempo começou a se perguntar como aquele mundo funcionava.

“Aos 13 anos, meus pais me matricularam em um curso de montagem e manutenção de informática”, conta. “Logo comecei a trabalhar para uma rede de farmácias como suporte técnico, onde estou até hoje nas horas vagas.”

Isso porque há oito meses Marlon divide o seu tempo entre a faculdade, o suporte e o trabalho efetivado em tecnologias Mobile na Radix.

No começo, Marlon não ligava muito para programação. Foi só quando entrou na graduação que começou a gostar, por conta dos constantes desafios gerados da área.

“Vou organizar meus estudos para conseguir o diploma de Engenharia de Software junto com o de Engenharia da Computação”, comenta. “Isso abre um pouco mais o leque das áreas em que posso atuar.”

Sobre o objetivo na carreira profissional, Marlon afirma: “Após entrar na área de programação, sempre vem à mente trabalhar no Google. Sou movido a desafios. Quem sabe?”

, , , , , ,

Deixe sua opinião

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

LEIA TAMBÉM

Menu