fbpx

Vida na Escola

Empresa contratando profissional de TI menos experiente

Cresce a busca por profissionais de TI menos experientes

Atualmente, ao contrário do que temos presenciado no mercado de trabalho nacional, que, segundo informações do IBGE, reúne aproximadamente 15 milhões de desempregados, a área de tecnologia apresentou um crescimento de 178% no seu número de vagas disponíveis.

Segundo especialistas, essa característica no mercado de tecnologia começou a se desenvolver faz alguns anos, porém, com o surgimento da pandemia no começo de 2020, tornou-se ainda mais intenso devido à aceleração do processo de digitalização nas empresas.

No entanto, apesar dessa grande oferta de empregos na área, o país apresenta uma verdadeira escassez em relação à quantidade e à qualidade de profissionais com formação em tecnologia, ainda mais quando o assunto é ter uma boa experiência no mercado.

Dessa forma, de acordo com um estudo realizado pela GeekHunter – uma plataforma de recrutamento on-line – para conseguir fechar suas vagas em aberto, muitas empresas começaram a focar na contratação de profissionais com menos experiência no mercado.

No primeiro semestre de 2021, segundo o mesmo levantamento citado anteriormente, em relação às oportunidades para profissionais plenos (com dois a seis anos de experiência) houve um aumento de 344% e, para juniores (com até dois anos de experiência), o índice foi de 173% de crescimento.

As vagas para os profissionais de nível sênior – com mais de seis anos de experiência – que em 2020 eram o grande foco do mercado, tiveram uma taxa menor do que a dos outros níveis, mas ainda sim apresentaram um número bem expressivo, atingindo 131% de aumento na sua oferta.

A mudança no direcionamento do mercado, que passou a focar mais em perfis juniores, tem como objetivo o desenvolvimento profissional dos candidatos dentro da própria empresa, formando bons profissionais para o futuro, já que o Brasil apresenta um grande déficit no mercado de TI e, portanto, a partir deste processo – a curto e médio prazo – pode ter o seu índice amenizado.

Para se ter uma ideia a respeito do mercado nacional, a estimativa é que até 2024 sejam necessários 420 mil profissionais na área de tecnologia, porém, segundo a Brasscom (Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) e de Tecnologias Digitais), o país forma anualmente apenas 46 mil pessoas com o perfil desejado.

FONTE: CNN Brasil

 

, , ,

Deixe sua opinião

Assinar
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

LEIA TAMBÉM

Menu