Vida na Escola

Matroá na sua colação de grau

Matroá, uma história que nos inspira

Os governos brasileiros podem ter cometido muitos erros, mas criar e manter o Prouni foi um acerto gigante. O programa permite formar profissionais excelentes e dedicados como o Matroá por um fração do custo de manter uma vaga em uma universidade pública.

Em 2008, Matroá fez o Enem e no ano seguinte estava estudando Gestão da TI no Instituto Infnet. Assustou-se com a dificuldade do curso em um primeiro momento, mas enfiou a cara nos livros e virou rato de biblioteca. Treinou o inglês, ampliou seu networking e aproveitou os vouchers para se certificar pela Microsoft.

Com apenas 3 meses de curso, conseguiu seu primeiro emprego e não parou mais de crescer na profissão. Há alguns anos, trabalha na Triple S Cloud Solutions, a maior parceira VMWare no Brasil.

Hoje, sem precisar mais de ajuda de programas governamentais, é novamente nosso aluno, na pós-graduação em “Cloud, virtualização e gestão de datacenter”. Forma-se em abril do próximo ano.

Parabéns, Matroá. O Brasil precisa de gente com força de vontade, disciplina e coragem para enfrentar novos desafios, como você.

Para quem tiver curiosidade, esse é o depoimento completo dele, prestado há alguns anos, logo após sua formatura:

“Tudo aconteceu bem rápido após me formar no ensino médio, no final do ano de 2008. Com muitos incentivos recebidos de minha namorada, prestei o ENEM e me apliquei ao Prouni, solicitando 100% de bolsa.

Logo no começo do ano veio a boa notícia, havia sido aceito para minha primeira escolha: Gestão de TI no Infnet. Após passar no vestibular da instituição, descobri que em abril começariam minhas aulas. Tinha uma oportunidade única de fazer uma faculdade de ponta e não podia perder essa chance, mas logo na aula inaugural descobri que a tarefa não seria fácil. O perfil de alunos em minha turma era o de profissionais seniors, com anos de experiência de mercado. Todo meu conhecimento era um curso de montagem e manutenção de micros no SENAI, mas não desanimei.

Em um primeiro momento, todas as matérias pareciam difíceis pra mim, tudo era novo, diferente, complicado, mas com muitas horas de estudo na biblioteca e estudo consegui passar em todas as matérias do primeiro trimestre e, para minha surpresa, com boas notas. A partir deste momento descobri que a faculdade não era um bicho de sete cabeças, só era necessário muita dedicação de minha parte.

Com o passar do tempo, cada vez mais me sentia em casa, meus conhecimentos de TI melhoravam, meu inglês melhorava, o círculo de amigos e professores aumentava e pude perceber o retorno que o Infnet traria em minha vida pessoal e profissional.

Com apenas três meses de curso entrei em meu primeiro emprego. Meses depois mudaria para um melhor e assim por diante até receber a oportunidade de trabalhar na Triple S, uma consultoria com experiência de mercado na área de virtualização, na qual trabalho até hoje.

Uma outra lembrança boa do Infnet foi ter recebido uma cartela de 6 vouchers para realização de exames de certificação Microsoft e Cisco, e fiz uma promessa: me empenharia em aproveitar cada oportunidade recebida. Das 6 provas passei em 5, todas Microsoft, me tornando um MCSA em Windows Server 2008. Além destas, também me certifiquei em ITIL v3 e o VMware Certified Professional durante o período de faculdade.

Durante estes 3 anos. professores como Luiz Paulo Maia, Ricardo Mercês, Tomás De Aquino, José Felipe, Joao BonnassisCarlos NiltonEduardo Morelli, Gustavo Cruz, Jorge PinheiroEduardo Ramos, Marcos Ferreira, entre outros, me ensinaram tanto no aspecto técnico quanto no aspecto comportamental do mercado de trabalho, me preparando para o que fosse encontrar no dia-a-dia de um profissional de TI.

Confesso que nem sempre entendia de primeira, mas quando a situação ocorria em minha rotina eu me lembrava das lições recebidas. Durante esses três anos no Infnet sempre contei com a ajuda de profissionais dispostos a me ajudar no que fosse necessário, seja na secretaria, na recepção, no suporte ou na prefeitura. Hoje sou consultor técnico pela Triple S e fico alocado no Operador Nacional do Sistema Elétrico, e tenho um enorme sentimento de gratidão pelo Infnet e por tudo que ele representou em minha vida. Termino a graduação com o sentimento de dever cumprido. A todos os profissionais do Instituto Infnet o meu muito obrigado.”

, , ,

Deixe sua opinião

LEIA TAMBÉM

Menu